quarta-feira, 1 de agosto de 2007

Cartografia e bancos de dados sentimentais


We feel fine é um site que rastreia em weblogs as mais recentes postagens em que aparecem as palavras "i feel" ou "i am felling", identifica os sentimentos expressados na frases (tristeza, alegria, culpa etc) e as organiza segundo diversos padrões como local, gênero, idade, clima, entre outros. Uma interface tão eficiente quanto bonita permite que se escolha uma série de combinações possíveis nesse imenso banco de dados sentimental constantemente atualizado. Além de texto, o site disponibiliza imagens associadas às frases coletadas, num conjunto de 6 movimentos, cada um deles com uma interface e uma ordenação específicas. Também é possível construir sub-mapas dentro dessa cartografia sentimental, escolhendo uma das combinações possíveis, além de salvar e enviar imagens.


Num dos movimentos em que aparecem os post mais recentes, o primeiro da lista era:
"I feel like Iwalk toward the dead end (13 minutes ago, from someone in London/UK)"
Fiz uma busca de mulheres que se sentem confusas quando está chovendo e o meu primeiro clique foi:
"I am feeling more confused wanting more explanations and more answers (October, 25, 2006 - from a 31 year old female in portland oregon united states when it was rainy)".
Bom, mais vale ver o site do que ler a sua descrição.

2 comentários:

Evandro V. Ouriques disse...

Interessantíssimo Fernanda.

Para nós que trabalhamos no NETCCON (vinculados a nossa ECO e associados ao PACC) na relação entre estados mentais e o domínio do processo de formação da vontade, no sentido de Mattelart, e nesta dinâmica a possibilidade o vigor da não-violência ativa na mídia, na cidadania e na governança, este blog das emoções é puro deleite.

Puro fluxo rizomático das emoções que se oferece ao processo de decisão do ato comunicativo, político.

E a interface é linda mesma. De rara beleza.

Parabéns por este seu trabalho.

Evandro Vieira Ouriques

Fernanda Bruno disse...

Caro Evandro,
Sim, esse site é mesmo especial. Fico feliz com seus comentários. Obrigada e um abraço,
Fernanda